Recuperamos Vidas, desde 1881.
Instituição Particular de Solidariedade Social Sem Fins Lucrativos  /  Instituição de Utilidade Pública.        Visite-nos no facebook
“... quem nos bate à porta, perdido, abandonado, doente, em auto destruição, excluído, siga o caminho natural do ser humano: se realize, seja parte do todo que é a sociedade...”
Serviço de Reabilitação e Reinserção Social

O Serviço de Reabilitação e Reinserção Social é constituído actualmente por quatro Assistentes Sociais, três a tempo inteiro e uma a tempo parcial; um Médico de Clínica Geral a tempo parcial; um Médico Psiquiatra a tempo parcial; dois Psicólogos, ambos a tempo inteiro; uma Terapeuta Ocupacional a tempo inteiro e um Monitor a tempo inteiro.

O horário de funcionamento deste Serviço é o seguinte:

Para além das consultas de cada especialidade marcadas previamente e das actividades ocupacionais definidas semanalmente no Ateliê Ocupacional, este Serviço apresenta também a possibilidade de serem realizadas consultas sem marcação prévia que ocorre de segunda a sábado. A finalidade destas consultas sem marcação prévia é orientar/encaminhar/solucionar situações urgentes do quotidiano dos utentes que não possam aguardar pelo atendimento ou consulta marcada.

O primeiro contato que o utente tem com a AANP processa-se através da admissão do mesmo, o utente é informado do regulamento interno, regras e procedimentos implementados, bem como, são registados os dados de identificação e de caraterização geral da pessoa. O utente é admitido por encaminhamento de outras instituições parceiras ou por iniciativa própria. No primeiro caso é pressuposto o envio do diagnóstico do utente e programa de inserção, especificando as tarefas às quais é necessária a colaboração da Equipa Técnica da AANP.

Posteriormente à admissão, as várias áreas disciplinares – Serviço Social, Psiquiatria, Psicologia, Clínica Geral e Terapia Ocupacional, abrem processo, com objetivo de definição e/ou atualização do diagnóstico biopsicossocial. Encontrando-se este elaborado – normalmente no prazo máximo de 30 dias – a Equipa Técnica da Associação juntamente com os Técnicos parceiros, sejam estes gestores de processo ou gestores de tarefa , e o próprio utente definem a tipologia da intervenção biopsicossocial que será implementada e que integrará o denominado Plano de Inserção.

Além das ações individuais, na área da saúde mental e física, na educação/formação profissional, habitação, emprego, entre outras, a intervenção biopsicossocial geralmente também contempla ações coletivas realizados no âmbito do Atelier Ocupacional, designado ALBERG’ART.

As acções individuais revestem a forma de consultas individualizadas de Serviço Social, Clínica Geral, Psiquiatria, Psicologia e Terapia Ocupacional.

As acções colectivas traduzem-se na implementação de diferentes atividades de interação grupal e surgem sempre como um precioso complemento terapêutico das consultas individualizadas.

Tanto as consultas individuais como as dinâmicas de grupo decorrem no âmbito do designado Plano de Intervenção Personalizado, definido previamente consoante as necessidades, limitações e potencialidades de cada pessoa. Visam assegurar a satisfação das necessidades básicas de sobrevivência, o acesso a medidas de apoio social sejam elas a nível económico, habitacional, educacional, judicial, … a melhoria do estado de saúde física e mental, a integração na rede sociofamiliar e a inserção no mercado de trabalho.


Registe-se na Newsletter

Erro! Por favor corriga os campos marcados. A sua subscrição foi enviada com sucesso! A enviar...
Contactos
Nome: Associação dos Albergues Nocturnos do Porto
Morada: Rua Mártires da Liberdade, 237
C.Postal: 4050-363, Porto
Email: geral@alberguesporto.com
Telefone: 222 083 572 / 222 001 704
Fax: 222 001 704
Facebook: Albergues no Facebook
Galeria de Fotos
Brevemente disponível
Desde 1881 - Associação Albergues Nocturnos do Porto Site produzido por:ValorVisual,Lda. - Multimedia for you